O modelo do hélice influencia no desempenho do barco. Veja como

De nada adianta ter um bom motor se o hélice dele estiver errado: o desempenho será insatisfatório do mesmo jeito. Afinal, é o hélice (seja ele de aço, alumínio, bronze ou plástico) que transforma toda a energia do motor em impulso para mover o casco. Você pode não acreditar, mas a perda de energia em uma conversão dessa malfeita pode chegar a 50% a menos de potência! Daí a importância de caprichar na escolha dessa peça espiralada, que equipa  99% dos barcos do mundo.

Depois de várias reportagens com dicas sobre como escolher um hélice (edição número 225), acertar o seu passo (202) e medir a melhor altura do motor na lancha (186), partimos desta vez para um ajuste mais fino, destinado a quem, teoricamente, já tem uma lancha bem equilibrada entre motor e hélice. Para tanto, pegamos uma lancha Fishing 240, equipada com um motor de popa E-Tec de 225 hp e relação de transmissão de 1,85:1 e fomos para a água. O objetivo era verificar se, variando só o passo, poderíamos melhorar a velocidade máxima e a economia.

 

Para as diferentes medições, usamos sempre o mesmo critério: rotação do motor dentro da faixa especificada pela fabricante e um hélice de aço inox (modelo SST, da mesma fabricante do motor, a BRP), porém pintado e não polido, com a tinta já um tanto desgastada. Para começar, por pura curiosidade, simplesmente trocamos esse hélice por um outro de aço inox, só que polido, igualmente com três pás e do mesmo passo, modelo Viper, também da BRP. Com isso, a velocidade máxima já aumentou em quase 1 nó! Em seguida, começamos o comparativo pra valer, experimentando outros três hélices Viper, todos de aço inox, que é mesmo o melhor material para essa potência de motor. A única diferença entre eles estava no passo. E o resultado surpreendeu bastante, pois o melhor hélice em termos de economia de combustível e aceleração foi o de passo mais curto, de 17 polegadas. Ele só perdeu em velocidade máxima para o hélice de passo 21, ainda assim por apenas 0,1 nó.

 

 

 

 

 

 

Além disso, embora tenha feito o motor trabalhar em rotação mais alta, esse hélice deixou o timão mais macio e diminuiu o caturro. Por seu lado, o hélice de passo 21 polegadas foi o que teve o pior desempenho na aceleração e o que deixou o timão mais pesado, embora tenha sido o mais rápido. Por sua vez, o hélice de passo 19 polegadas foi um pouco mais lento na velocidade final que os outros dois, mas não deixou o timão tão duro quanto o hélice de passo 21 polegadas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Revista Náutica –  nº238

2 thoughts on “O modelo do hélice influencia no desempenho do barco. Veja como

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s