Mundo Náutico: Vai pra água? Então, confira essas dicas contra a desidratação

Desidratação é coisa séria e que só se combate com líquidos

Por Regina Hatakeyama
Da Revista Náutica

Desidratação não é doença, mas sim um desequilíbrio momentâneo, causado pela perda excessiva de líquido no organismo e, junto dele, também dos sais minerais que tanto precisamos. Trata-se de um problema bastante freqüente, mas que — não se iluda! — pode até levar à morte! Especialmente entre as crianças, cujo organismo tem cerca de 75% de líquidos, enquanto o de um adulto tem 60%. Convém, portanto, saber o que fazer para evitar e, se for o caso, tratar a desidratação. Como você verá aqui, não é nenhum bicho-de-sete-cabeças. Mas requer atenção. E muita água…

E tome água!
Nos passeios náuticos sob o sol, beba sempre muita água fresca e faça quem está com você beber também. O objetivo é repor a água que é eliminada naturalmente pelo corpo, através do suor, da urina e da própria respiração — que você não sente, por causa do vento a bordo dos barcos. Se quiser variar, consuma, também, chás, sucos naturais e água de coco — que é muito boa para isso também!

“Porém”, avisa o médico Wallace Scott, do hospital Professor Edmundo Vasconcelos, de São Paulo, “nada de fórmulas exageradas, como bebidas energéticas,porque elas contêm uma concentração muito alta de sais mineiras e podem até piorar a desidratação se ela já estiver instalada no organismo”. Água pura ainda é o melhor remédio para prevenir. Caso leve alguém com tendência a marear a bordo, dê remédio contra enjôo uma hora antes de embarcar e convença-a a deixar para experimentar comidas diferentes em outras ocasiões. Lembre-se: quem vomitar estará jogando líquidos fora e isso só acelera a desidratação.

Os sinais de alerta
A desidratação pode ser detectada pelo aumento da sede, diminuição e escurecimento da urina, olhos fundos, dor de cabeça, sonolência, boca e pele secas e fraqueza e tonteira, estes os dois sintomas mais comuns. No caso de crianças, além dos sinais acima, acrescente poucas lágrimas ao chorar e, em bebês, menos de seis fraldas molhadas por dia.

Problemas como vômitos e aumento da freqüência respiratória (como acontece nas crises de bronquite), também fazem o organismo perder água rapidamente. Mas a principal causadora da desidratação é mesmo a diarréia. Fique atento.

O mal que entra pela boca
A diarréia pode ser provocada por bebidas ou comidas contaminadas. Por isso, fique longe de lugares sem saneamento básico, atento ao calor dentro dos barcos (que pode deteriorar rapidamente alguns ingredientes) e siga à risca os cuidados essenciais de higiene, como lavar bem os alimentos e as mãos antes de consumi-los.

Nos lanches a bordo, prefira sanduíches (sempre bem refrigerados), barras de cereais e, especialmente, frutas, que têm a vantagem de ser fonte não só de energia e sais perdidos na transpiração como, também, de água. Evite cremes, como chantili, maionese e carnes. Mulheres grávidas ou que estejam amamentando devem beber ainda mais líquidos. Pelo menos um copo d’água por hora de passeio.

Mas se acontecer…
No caso de alguém ser acometido por diarréia, não tente inibi-la, pois trata-se de uma defesa do organismo. Além disso, não suspenda a alimentação. Apenas deixe de lado comidas gordurosas, refrigerantes, sucos artificiais e dê sucos naturais e frutas, além de muita água ou soro caseiro — que se faz com um litro de água, uma colher de sopa de açúcar e outra, de chá, de sal. Siga dando líquidos até encontrar um médico.

E o que mais?
Calor demais não faz bem, especialmente para as crianças, que devem sempre usar chapéus, protetor solar, roupas leves e secas. Além disso, sempre que houver exposição prolongada ao calor (e não apenas ao sol!), force todos a bordo, sejam crianças ou adultos, a se refrescarem na água.

Quem não quiser mergulhar deve jogar ao menos um balde de água no corpo. Assim, evita-se a insolação, ou seja, o acúmulo de calor no organismo, que também desidrata e muito. Com o sol não se brinca. Portanto, antes mesmo de esquentar, água neles! E em todos eles.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s